Carta a Elianúpiter

Ao aterrar aqui, sobre esta forma humana, sabia muito pouco acerca desta raça: a Humanidade e desde sempre tive de aprender a fazer as coisas de forma mais independente possível, isto é, quando aprendi a andar tinha de andar o meu máximo, e quando tinha capacidades para falar era estimulada a dizer o nome das coisas, e por aí vai, outras coisas como pegar numa colher para comer ou chorar quando sentia dor, essas coisas apareceram em mim como que por milagre, naturalmente.

E falando em Natureza, é realmente incrível a sua inteligência e senso de oportunidade, e não digo isto baseando-me apenas nos humanos, mas nos seres vivos todos em geral e nos seres inanimados também! Tudo tem um horário, um ciclo, uma programação, mas ao mesmo tempo é tudo novidade, há sempre algo inesperado, é um recomeço de um começo diferente! E até as formas e as texturas de tudo têm um propósito, está tudo minuciosamente calculado… É lindo!

Os humanos são muito inteligentes e a sua preguiça e necessidade obrigam-lhes a progredir e crescer… Eles sabem criar coisas; tal como eles acreditam que os deuses lhes criaram; apenas pegar numa matéria e dar-lhe forma. É realmente incrível! Inventam desde máquinas simples com fins muito claros e objectivos a verdadeiros monstros capazes de se aproximar ao máximo da perfeição.

Adoro viver na Terra, mas por vezes sinto vontade de aí estar… Os humanos confundem-me! São tão inteligentes e ainda assim tão incapazes de tudo e de nada. São paradoxais nas suas emoções e desejos, e estão sempre, sempre, constantemente a questionar, duvidar, problematizar (fruto da inteligência que lhes foi concebida, aliás, inteligência esta que traz mais dúvidas que certezas… mas talvez seja esse o seu objectivo e não o contrário!).

Para tudo o que eles querem o precisam, são-lhes oferecidas as ferramentas necessárias, e a criação parte deles. Queriam arte, deram-lhes cores! Queriam música, deram-lhes sons! Queriam liberdade, deram-lhes os sonhos. E quando tiveram os sonhos inventaram o amor… Ainda não sei bem o que é isso!

E sinceramente, acho que amor continua tanto um mistério para mim como para eles. Tudo o que sei é que o amor é bonito, grande, e dá esperança, asas, vida e depois, umas vezes mais, outras vezes menos repentinamente, acaba! E com o fim do amor vão-se os sonhos, a esperança, a alegria e muitas vezes até mesmo a identidade!! É uma pena acabar de forma tão trágica… Mas é assim o amor, tal como quase tudo nos humanos (excluindo a racionalidade): irracional! Talvez, o amor, bem, acho que não sei mesmo!

Melhor que o amor mesmo é a amizade, e quando se tem uma amizade com alguém, esse alguém chama-se Amigo; é basicamente alguém como nós, que sabe muito sobre nós, gosta muito de nós, mas é diferente de nós! Os meus amigos às vezes parecem elianúpteros, outras vezes são mais humanos; mas é muito bom ter amigos! (Ao menos parece melhor que ter amantes.)

O maior problema em ter amantes ou amigos é a saudade… É um sentimento contente por existir, mas ao mesmo tempo triste por ter de existir. Percebem? Saudade é quando sentimos falta de alguém ou alguma coisa que nos faz ou fez muito bem; ou seja, quando há um momento muito muito bom e esse momento acaba e depois nós nos lembramos e gostaríamos de poder ficar ali naquele momento para sempre, mas não podemos e isso é triste.

Mas o sentimento mais humano há-de ser, sem dúvida, a meu ver: a felicidade. Porquê? Porque todos os sentimentos acabam neste; a felicidade é o clímax de um outro sentimento; sem a felicidade não há finalidade para a vida, e a existência humana resume-se exactamente a isso: existência.

Dou por mim a sentir esses sentimentos que eles sentem e a dizer as coisas parvas que eles dizem… Preciso de voltar, muito em breve, a Elianúpiter para me abster de todas as coisas mundanas que me rodeiam e por vezes me consomem. Embora adore viver aqui e rodear-me destas coisas tão alheias e estranhas à minha natureza, não cobiço o destino da Humanidade. Tenho muito medo de ficar como eles…Image

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s